Faraó não morreu na Travessia do Mar Vermelho?

Você ama pregar a palavra de Deus, mas tem dificuldades para preparar uma pregação? CLIQUE AQUI

Nessa semana a Rede Record transmitiu a novela Dez Mandamentos que mostrou a travessia do povo de Israel pelo Mar Vermelho. Na novela o Faraó do Egito não morre. Sempre fui ensinada que o Faraó morria junto com seu exército. Fiquei confusa agora. O que a Bíblia diz a respeito dessa questão? Faraó morreu ou não morreu na travessia do Mar Vermelho?

Cara leitor(a), recebi perguntas de vários irmãos em Cristo com essa mesma dúvida, se o Faraó morreu ou não morreu na travessia do Mar Vermelho. Para termos uma resposta bíblica, vamos analisar o que temos de fato escrito na Bíblia sobre essa questão:

(1) O texto principal que narra a perseguição dos israelitas e a travessia do Mar Vermelho se encontra em Êxodo 14:1-30. Podemos perceber nessa narrativa que o Faraó sai junto com um exército escolhido de seiscentos carros em perseguição aos israelitas (v.v.6-7). Ou seja, fica claro que o Faraó sai liderando seu exército nessa perseguição aos israelitas com o claro objetivo de trazê-los de volta à escravidão no Egito.

Adquira hoje mesmo: O Manual das Questões Difíceis da Bíblia - CLIQUE AQUI
(2) O texto de Êxodo não nos diz objetivamente se o Faraó entrou ou não no Mar Vermelho atrás dos Israelitas: “Os egípcios que os perseguiam entraram atrás deles, todos os cavalos de Faraó, os seus carros e os seus cavalarianos, até ao meio do mar” (Êxodo 14:23). Também não temos uma menção objetiva de que o Faraó tenha sido engolido pelas águas quando desabaram sobre os egípcios: “E, voltando as águas, cobriram os carros e os cavalarianos de todo o exército de Faraó, que os haviam seguido no mar; nem ainda um deles ficou” (Êxodo 14:28).
(3) Considerado isoladamente, a narrativa de Êxodo não nos dá elementos concretos para podermos afirmar com 100% de certeza que Faraó tenha morrido na travessia do Mar Vermelho. Porém, causa estranheza o fato do Faraó vir com seu exército e no momento mais esperado pelos egípcios, que era de perseguir de perto e capturar o povo israelita, o Faraó simplesmente pare de liderar o exército que vinha liderando por todo o caminho e fique apenas observando. Era comum que reis e faraós liderassem seus exércitos nesse tipo de campanha de guerra. Mas ao mesmo tempo causa estranheza que Moisés não tenha registrado a morte do principal inimigo do povo de Deus naquele momento. Será que Moisés pode não ter visto se o Faraó também foi tragado pelas águas? É uma possibilidade. No cântico de Moisés registrado em Êxodo 15, Moisés também não relata a morte do Faraó: “Lançou no mar os carros de Faraó e o seu exército; e os seus capitães afogaram-se no mar Vermelho” (Êxodo 15:4).
(4) Por outro lado, considerando um outro texto bíblico que fala sobre a vitória do povo israelita sobre os egípcios, temos a menção do Salmos 136:15: “mas precipitou no mar Vermelho a Faraó e ao seu exército, porque a sua misericórdia dura para sempre” (Salmos 136:15-17). Nesse texto bíblico a menção da morte do Faraó é clara. Talvez uma explicação para essa menção posterior da morte do Faraó nesse Salmo seja um indicador de que Moisés quando escreveu o relato de Êxodo não tivesse a certeza da morte dele, mas, posteriormente, a notícia dessa morte tenha sido divulgada quando os egípcios ficaram sabendo de tudo o que ocorreu e a notícia se espalhou, o que permitiu a outros escritores bíblicos terem essa certeza e registrá-la.
(5) Dessa forma, em minha opinião, a Bíblia nos dá elementos suficientes para crer que Faraó tenha sim morrido na travessia do Mar Vermelho, junto com seu exército. Fato esse que Moisés não tinha certeza à época do seu registro de Êxodo (por isso não o registrou), mas que, depois, pode ser confirmada e registrada de forma clara pelo autor do Salmos 135.

Adquira hoje mesmo: O Manual das Questões Difíceis da Bíblia - CLIQUE AQUI

Artigo de Autoria do André Sanches do Blog Esboçando Ideias

Você ama pregar a palavra de Deus, mas tem dificuldades para preparar uma pregação? CLIQUE AQUI

Se Gostou, Compartilhe

FacebookTwitterGoogle+

36 comentários

Gostei de ver a resposta á questão que acabou sendo um estudo, publiquem mais questões com resposta que nos leva ao estudo junto convosco!! Obrigado por esse tempo tão cheio!

Achei ótima a explicação,a Bíblia é linda por isso, pois falasem acréscimos e Deus continua a sua revelação tirando as dúvidas do seu povo ,nesse caso em salmos e agora usando este mestre !

Entrou todos carros e nenhum deles ficou !! Aí já falou que o faraó tinha morrido ou o faraó não estava num carro ,

Acredito que não tenha morrido ,pois o faraó citado no caso seria segundo historiadores Ramsés ll que teve um longo reinado no Egito .Mas não temos muita precisão de dados históricos.

Acredito que não tenha morrido ,pois o faraó citado no caso seria segundo historiadores Ramsés ll que teve um longo reinado no Egito .Mas não temos muita precisão de dados históricos.

Faraó morreu e ponto final. Querem mudar uma coisa que há mais de mil anos é ensinado assim só para dar mais audiência e consequentemente dinheiro.

E sim uma ótima discussão. Mas o que me pergunto, e que não se sabe se o Faraó era Ramsés II ou Ahmose, ambos perderam filhos jovens, e tambem ambos foram sepultados em suas tumbas.

Ótimo questão sanou minhas duvidas e e claro que Ramsés foi engolido pelo mar vermelho....

Deus não é Deus de engano, se na bíblia está escrito que ele morreu, ele morreu! porque parem pra pensa, Deus não deixa seu povo com dúvidas, e ainda mais na escritura sagrada.
Meio óbvio que ele morreu, pois nos salmos relata a tal morte.
Moisés pode até não ter relatado por não avistar o faraó, mais Deus é Deus e deixou relatar nos salmos para termos certeza!
Deus não falha, Deus não é humano!!!
Apaz do senhor para todos. (:

É interessante verificar os relatos egipcios sobre a vida de Ramsés II,parece que este reinou até a velhice...

Este comentário foi removido pelo autor.

Segundo relatos históricos Ramsés morreu velho no Egito, portanto seria improvável sua morte no mar vermelho. A novela provavelmente se baseou também em fatos históricos. Em Resumo, Ramsés não morreu no mar vermelho e ele teve muitas esposas, tendo como preferida Nefertari.

Segundo relatos de historiadores, o faraó do êxodo era Amenhotep II. Veja abaixo:

"Depois de Tutmés III, seu filho Amenhotep II subiu ao trono (1450-1425 a.C.). Ele deu início a um reinado de terror sistemático sobre suas possessões estrangeiras e se enquadra notavelmente bem no papel do faraó do êxodo. Por alguma razão, não mencionada em registros fora da Bíblia, não foi o príncipe herdeiro que sucedeu Amenhotep II no trono, mas seu outro filho Tutmés IV (1425-1412 a.C.). O desaparecimento do príncipe herdeiro pode ter acontecido devido à morte de todos primogênitos na décima praga do Egito [Êx 11:5]."
ARQUEOLOGIA BÍBLICA http://www.arqueologiadabiblia.com/2012/01/faraos-do-egito-e-o-exodo.html

PROBLEMA: A posição predominante dos eruditos nos dias de hoje é que o Faraó de Êxodo era Ramsés II. Se assim for, isso significa que o êxodo ocorreu aproximadamente entre 1270 e 1260 a.C. Entretanto, de várias referências da Bíblia (Jz 11:26; 1 Rs 6:1; At 13:19-20), a data do êxodo é inferida como sendo 1447 a.C. Assim, de acordo com o sistema de datas normalmente aceito, o Faraó de Êxodo seria Amenotep II. Quem foi de fato o Faraó mencionado no livro de Êxodo, e quando foi que o êxodo ocorreu?

SOLUÇÃO: Conquanto muitos eruditos da atualidade tenham proposto uma data posterior para o evento do êxodo, de 1270 a 1260 a.C, há evidências suficientes para se dizer que não é necessário aceitar essa data, Uma explicação alternativa nos fornece um melhor relato de todos os dados históricos, e coloca o êxodo por volta de 1447 a.C.
Primeiro, as datas bíblicas para o êxodo o colocam nos anos em torno de 1400 a.C, já que 1 Reis 6:1 declara que ele ocorreu 480 anos antes do quarto ano do reinado de Salomão (o que foi por volta de 967 a.C). Isso colocaria o êxodo por volta de 1447 a.C, de acordo com Juízes 11:26, que afirma que Israel passou 300 anos na terra, até o tempo de Jefté (o que foi cerca de 1000 a.C).
De igual modo, Atos 13:20 diz ter havido 450 anos de juízes, de Moisés a Samuel, sendo que este último viveu por volta de 1000 a.C. O mesmo ocorre com respeito aos 430 anos mencionados em Gálatas 3:17 (veja os comentários deste versículo), abrangendo o período de 1800 a 1450 a.C. (de Jacó a Moisés). O mesmo número é usado em Êxodo 12:40. Todas essas passagens indicam uma data em torno de 1400 a.C, não em torno de 1200 a.C, como os críticos afirmam.
Segundo, John Bimson e David Livingston propuseram uma revisão da data tradicionalmente atribuída ao fim da Idade do Bronze Média e início da Idade do Bronze Avançada, de 1550 para um pouco antes de 1400 a.C. A Idade do Bronze Média caracterizava-se por cidades grandemente fortificadas, cuja descrição se enquadra muito bem com o relato que os espias trouxeram a Moisés (Dt 1:28). Isso significa que a conquista de Canaã se deu por volta de 1400 a.C. Como as Escrituras afirmam que Israel vagueou pelo deserto por cerca de 40 anos, isso dataria o êxodo por volta de 1440 a.C, totalmente de acordo com a cronologia bíblica. Se aceitarmos os registros tradicionais dos reinos dos Faraós, isso significaria que o Faraó do livro de Êxodo foi Amenotep II, que reinou de cerca de 1450 a 1425 a.C.
Terceiro, outra possível solução, conhecida como a revisão de Velikovsky-Courville, propõe uma revisão na cronologia tradicional dos reinados dos Faraós. Velikovsky e Courville afirmam que há 600 anos a mais na cronologia dos reis do Egito. Evidências arqueológicas podem ser juntadas para substanciar esta proposta que de novo data o êxodo em 1440 a.C. De acordo com este ponto de vista, o Faraó nesse tempo era o rei Tom. Isto se harmoniza com a afirmação de Êxodo 1:11, de que os israelitas foram escravizados para construírem a cidade chamada Pitom (residência de Tom).
Quando a cronologia bíblica é tomada como padrão, todas as evidências arqueológicas e históricas se encaixam direitinho.
MINISTÉRIO APOLOGÉTICO http://www.cacp.org.br/quem-foi-o-farao-de-exodo/

Este comentário foi removido pelo autor.

FARAÓ NÃO MORREU NA TRAVESSIA DO MAR VERMELHO, isso é fato no texto e contextos bíblico.
Porque as águas, tornando, cobriram os carros e os cavaleiros de todo o exército de Faraó, que os haviam seguido no mar; nenhum deles ficou.- Êxodo 14:28 Quem seguiu Israel no mar? Porventura não foram OS CARROS E OS CAVALEIROS de todo exército de Faraó? As águas tornando cobriram quem? Faraó ou todo o exército de Faraó?
Assim o Senhor salvou Israel naquele dia da mão dos egípcios; e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar.- Êxodo 14:30 Quem Israel viu mortos na praia do mar? Onde nesse verso aparece morto Faraó?
Agora quanto ao salmos 136:15 não afirma a morte de Faraó. Encontramos escrito que o Senhor LANÇOU e outra tradução diz AFUNDOU Faraó e seu exército no mar Vermelho. Os verbos LANÇOU OU AFUNDOU não é sinônimo de MATOU. Sinceramente o verso NÃO ESTA AFIRMANDO A MORTE DE FARAÓ NO MAR VERMELHO, pois os verbos usados ali NÃO PROVAM nada a respeito da morte do monarca no mar Vermelho.
Verdade é que encontramos de fato a narrativa da morte de todo exército de Faraó, mas exército de Faraó, NÃO É O FARAÓ.

Gente. Eu concordo que a Biblia não nos deixa dúvidas quanto aos seus escritos e histórias. Mas segundo algumas conversas que eu ouvi o pessoal das igrejas evangélicas estão INDIGNADOS por a Record deixou Ramsés vivo CONTRARIANDO A BIBLIA.... Minha gente.... A novela é BASEADA na história biblica.... Ela conta uma história BASEADA em relatos bíblicos.... Tem alguns personagens biblicos... Outros não.... O nome é OS DEZ MANDAMENTOS.... Porque conta como Deus entregou as tábuas a Moisés.... Mas é apenas uma história contada a partir de outra... Com a visão de quem a escreveu.... Quem não concorda não assiste e pronto.... Chega de polêmicas.

Gente. Eu concordo que a Biblia não nos deixa dúvidas quanto aos seus escritos e histórias. Mas segundo algumas conversas que eu ouvi o pessoal das igrejas evangélicas estão INDIGNADOS por a Record deixou Ramsés vivo CONTRARIANDO A BIBLIA.... Minha gente.... A novela é BASEADA na história biblica.... Ela conta uma história BASEADA em relatos bíblicos.... Tem alguns personagens biblicos... Outros não.... O nome é OS DEZ MANDAMENTOS.... Porque conta como Deus entregou as tábuas a Moisés.... Mas é apenas uma história contada a partir de outra... Com a visão de quem a escreveu.... Quem não concorda não assiste e pronto.... Chega de polêmicas.

COMO NUM JOGO DE XADREZ, O REI SEMPRE FICA POSICIONADO NA ULTIMA FILEIRA, EU NÃO DUVIDO DE QUE ELE TENHA ORDENADO AO SEU EXERCITO QUE MARCHASSEM ADIANTE COMO MEROS PEÕES OU PEÇAS DESCARTÁVEIS, ENQUANTO ELE FICAVA A SALVO.

Na verdade a Bíblia não afirma que o Faraó morreu, justamente porque não morreu; porque Deus tinha um proposito com a vida do Faraó, para que ele servisse de testemunha dos feitos de Deus;Porque agora tenho estendido minha mão, para te ferir a ti e ao teu povo com pestilência, e para que sejas destruído da terra;
Mas, deveras, para isto te mantive, para mostrar meu poder em ti, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra.Êxodo 9:15,16, pois se o faraó tivesse morrido quem daria o Testemunho?

Segundo a bíblia e a própria emissora Rede Record de Televisão faraó morre com todo seu exército, mas como a própria emissora disse em seu resumo e matérias específicas que o final do rei seria diferente do da bíblia para que a história pudesse ser ilustrada com o sofrimento de faraó.

Você estava lá pra ver Faraó morrendo?

Você estava lá pra ver Faraó morrendo?

Também concordo com voçê pra mim e por poucas pesquisas que fiz sobre ramsés II ele é o provavel faraó citado no livro de exodos

Tirando o foco da bíblia, e estudando a história do Egito, Ramsés não teria morrido com seu exército. Até porque mesmo como registra na história, ele teve outros filhos, sua esposa a nefertari rainha ainda teria falecido antes dele. Ele casou novamente e tudo! , outra coisa se ami sai tivesse morrido no mar no meio de todos aqueles soldados hoje o corpo dele não está não teria sido encontrado eu e hoje ainda se encontra mumificado em uma tumba no Egito

A BÍBLIA NÃO DEIXA CONFUSÃO; SE ESTÁ ESCRITO QUE DEUS DISSE VOU SER GLORIFICADO NELE, ESTA GLÓRIA NÃO SERIA O DEIXANDO VIVO. Ex. 14:4 E eu endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, e saberão os egípcios que eu sou o Senhor. E eles fizeram assim.
Ex. 14: 13. SE OS"QUE HOJE VISTES NUNCA MAIS OS TORNAREIS A VER" É MUITO TEMPO NUNCA MAIS PARA QUEM IRIA FICAR VIVO NÃO É. - "faraó morreu sim." É SÓ EXAMINAR A PALAVRA... Moisés, porém, disse ao povo: Não temais; estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais os tornareis a ver.
QUER MAIS: E eis que endurecerei o coração dos egípcios, e estes entrarão atrás deles; e eu serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, nos seus carros e nos seus cavaleiros,
E os egípcios saberão que eu sou o Senhor, quando for glorificado em Faraó, nos seus carros e nos seus cavaleiros.
Êxodo 14:17,18 - então morreu.
mais: Ex. 14:30 - Assim o Senhor salvou Israel naquele dia da mão dos egípcios; e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar.
SEM SOMBRAS DE DÚVIDAS OU VARIAÇÃO DE PENSAMENTOS... PELA pALAVRA DA VERDADE - MORREU.

Não morreu porque a história e a arqueologia o menciona assim como reerguei o império nov amente.

Na versão King James do salmo 135 não menciona a morte de faraó e sim que que Deus fez sinais e prodígios contra faraó.... Mas não fala de morte... Na minha opinião não morreu...

ô gente quem é que tem dúvidas ainda se faraó morreu ou não.

O Egito se vangloria por ser um País onde NUNCA houve escravidão. Existem documentos mostrando isso. TODOS os trabalhadores dentro do Egito foram "remunerados", inclusive nessa época que seria o Êxodo houve uma greve do qual tiveram que melhorar o salário dos trabalhadores. Outra curiosidade; um povo que viveu 430 anos (Êxodo Cap. 12 Vers. 40) que língua falariam? A do Egito, ou de Israel? Hoje em nenhum dos 2 países (Egito e Israel) há mistura dessas línguas. nem vestígios, e nem escritos. O Egito possui uma genealogia de diversas épocas e os arqueólogos, não acharam nenhuma evidência que algum povo estrangeiro tivesse vivido no Egito em tempo algum, portanto o Exôdo seria uma piada?

Complementando a pergunta acima em Êxodo Cap. 12, Vers. 37 -cita: "...cerca de seiscentos mil a pé, somente de homens, sem contar mulheres e crianças" e acompanhando com eles "..ovelhas, gado, muitíssimos animais.." se acrescentarmos, as esposas e filhos, o contingente chegaria a alguns milhões de pessoas e para atravessar o mar quanto tempo necessitaria? Talvez mais de 24 horas, e isso é incrível e impossível de ter acontecido.

1.Seu comentário nos incentiva a postar mais mensagens;
2. Ofensas pessoais ou spam não serão aceitos;
3. Não faço parcerias por meio de comentários;

EmoticonEmoticon